27 julho 2015

Outrora - Contos Distópicos (Inscrições abertas)

A Andross Editora está recebendo contos sobre distopia para publicação no livro "OUTRORA — CONTOS DISTÓPICOS”, a ser lançado em novembro de 2015 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de agosto de 2015.


Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site da editora.

Prêmio STRIX

SINOPSE DO LIVRO:
O sonho de um mundo ideal não existe mais. Outrora, instaurou-se o caos, desencadeado pela ignorância e pelo mau comportamento humano. O totalitarismo oprime as massas, vigia seus atos e as pune sem misericórdia. Nesse universo distópico, habitam políticos amorais que, explorando a estupidez coletiva, guiam a sociedade à falência de uma história digna e ao abandono da esperança. Neste livro, contos de mundos sem cores, sem vida, sem lucidez, farão o leitor refletir sobre a sociedade em que vivemos. Depois de ler OUTRORA, você se dará conta de que sua vida simples e cotidiana é uma dádiva almejada por muitos, mas conquistada por poucos.



 

SERVIÇO: 
Livro:Outrora  - Contos distópicos” 
Organização:  Paola Giometti
Envio do texto: até 31/08/2015
Lançamento: 28 de novembro de 2015 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora



Abaixo, segue uma entrevista do editor da Andross sobre o processo de publicação. 
Vale a pena assistir.
  

24 julho 2015

"Metamorfoses - Coletânia de poemas " - Inscrições abertas

A Andross Editora está recebendo poemas para publicação no livro "Metamorfoses - Coletânea de poemas”, a ser lançado em novembro de 2015 no evento Livros em Pauta.

Qualquer pessoa pode participar. Basta acessar o site www.andross.com.br, ler o regulamento de participação e submeter seu texto à avaliação. As inscrições vão até 31 de agosto de 2015.


Todos os autores que forem aprovados para publicação nessa coletânea automaticamente concorrerão ao STRIX, prêmio criado e concedido pela Andross Editora aos autores cujos textos mais se destacarem em suas coletâneas. O processo de votação encontra-se no site da editora.

Prêmio STRIX

SINOPSE DO LIVRO:
Na natureza, nada se cria, nada se perde, tudo se transforma. A frase de Lavoisier reflete o que acontece também na natureza humana, mas com um tanto a mais de complexidade: sentimentos primários como carvão recebem energia suficiente para se transformar em algo bruto, mas valioso. Cabe a poetas lapidarem-no com inspiração e empenho para trazer a você poemas brilhantes como diamantes.


 

SERVIÇO: 
Livro:Metamorfose - Coletânea de poemas” 
Organização: Edson Rossatto
Envio do texto: até 31/08/2015
Lançamento: 28 de novembro de 2015 (no evento Livros Em Pauta
Regulamento: no site www.andross.com.br 
Realização: Andross Editora


Abaixo, segue uma entrevista do editor da Andross sobre o processo de publicação. 
Vale a pena assistir.
  

15 julho 2015

Sangue Quente - Isaac Marion

Oi pessoal ! Hoje a resenha é com um tema um pouco diferente do que vocês estão acostumados a ver por aqui, mas só um pouco ... Calma aí ,vocês já vão entender :)

Título : Sangue Quente  
Autora : Isaac Marion 
Editora : Leya 
Ano: 2011
Páginas: 256
Gênero : Romance / Zumbis 
Formato : E-book 
Sinopse: R é um jovem vivendo uma crise existencial - ele é um zumbi. Perambula por uma América destruída pela guerra, colapso social e a fome voraz de seus companheiros mortos-vivos, mas ele busca mais do que sangue e cérebros. Ele consegue pronunciar apenas algumas sílabas, mas ele é profundo, cheio de pensamentos e saudade. Não tem recordações, nem identidade, nem pulso, mas ele tem sonhos. Após vivenciar as memórias de um adolescente enquanto devorava seu cérebro, R faz uma escolha inesperada, que começa com uma relação tensa, desajeitada e estranhamente doce com a namorada de sua vítima. Julie é uma explosão de cores na paisagem triste e cinzenta que envolve a "vida" de R e sua decisão de protegê-la irá transformar não só ele, mas também seus companheiros mortos-vivos, e talvez o mundo inteiro. Assustador, engraçado e surpreendentemente comovente, Sangue Quente fala sobre estar vivo, estando morto, e a tênue linha que os separa. 

Um livro cheio de amor , esperança e zumbis . Pode até parecer uma combinação bem estranha a princípio, mas apesar de ser um livro voltado a um período pós apocalíptico onde a maioria da população se tornou morta, o autor Issac Marion conseguiu colocar o amor acima de tudo, até mesmo de uma catástrofe .

Quando R salva Julie de seus outros colegas (que participaram do ataque) ele tem a intenção de conhece-la um pouco mais do que apenas através das memórias que o cérebro do namorado dela proporcionaram a ele . Porém Julie não faz ideia do que está acontecendo e fica a todo momento esperando sua morte iminente . Afinal, quem ficaria tranquilo estando na companhia de um zumbi ?

R a leva ao aeroporto e a esconde na sua "casa avião". Durante esse tempo que eles passam juntos, Julie vai percebendo que R é diferente dos outros zumbis que ela já enfrentou , que ele sabe expressar seus sentimentos e que tem gostos e preferências . Isso faz com que os dois comecem a pensar nos outros zumbis, imaginando se algum deles também tem essa capacidade . E se R consegue controlar a fome que vem do seu cérebro , os outros também podem.

A união entre eles acaba gerando uma reação em cadeia que vai transformando todos a volta. Porém há ainda os anciões dos zumbis , carcaças de esqueletos em estado avançado de decomposição , que já não tem nem mesmo carne sobre os ossos , ou olhos em seus glóbulos. Todos os outros zumbis os temem por sua agilidade e pelo que eles representam. 

Quando Julie é descoberta por eles no aeroporto, R decide que é hora de fugir e leva-la de volta para sua casa. Mas após deixa-la em segurança R percebe que já não pode mais viver sem ela , e calcula meios de entrar no estádio onde ela vive para revê-la , mesmo sabendo o perigo que corre caso seja descoberto...

***
Um romance leve e muito divertido , é o que eu diria desse livro . Há sim momentos tristes e mais pesados , afinal , nós estamos falando de uma história de zumbis ! Mas se é apenas isso que você está procurando esqueça esse livro . Você não vai encontrar muitas mortes e zumbis devoradores de cérebro como na série The Walking Dead ou nos livros que se originaram dela por exemplo.

O foco desse livro é a decadência humana , basicamente uma metáfora! A maneira como uma pessoa morta pode voltar a vida, e como uma pessoa viva pode perambular por aí como os mortos . O foco do autor é nos mostrar que ainda pode haver esperança para pessoas que desaprenderam a arte de viver , em um mundo caótico como nós vemos hoje em dia mesmo. 

Em vários momentos a gente pode perceber as ironias e as comparações, referências a nossa vida atual. Dava pra perceber que o autor estava utilizando de metáforas ao contar a história de R e Julie.
Que aliás , são personagens incríveis! R é bem peculiar em seu jeito de ser, ele tem um tique de erguer os ombros pra tudo ao invés de responder, que o deixa com um ar bem infantil e divertido. Julie é uma garota forte e corajosa , poucas pessoas enfrentariam o que ela enfrentou com tanta astúcia e determinação.

Enfim pessoal , foi uma leitura bem leve e divertida , completamente diferente do que eu imaginava, e isso me surpreendeu de uma maneira muito positiva. Recomendo para os fãs de histórias cativantes e bem escritas.... 

13 julho 2015

A Garota que perseguiu a lua - Sarah Addison Allen

A Garota Que Perseguiu a Lua
Título : A Garota que perseguiu a Lua  
Autora : Sarah Addison Allen
Editora : Planeta do Brasil
Ano: 2012
Páginas: 256
Gênero : Romance / Ficção 
Formato : E-book 
Sinopse: Emily Benedict foi para Mullaby após a morte de sua mãe. Ao chegar à cidade e conhecer seu avô ela percebe que os mistérios do lugar nunca são resolvidos: eles são uma forma de vida. Existem quartos cujo papel de parede muda de acordo com o seu humor, luzes estranhas aparecem no quintal à noite e Julia Winterson, a vizinha, consegue cozinhar a esperança em forma de bolos. Emily percebe que sua mãe esteve envolvida no maior mistério da cidade, e conta com a ajuda de Julia para desvendá-lo.Em Mullaby nada é o que parece.

Em uma cidadezinha no interior da Carolina do Norte chamada Mullaby , muitas coisas estranhas acontecem. Além de abrigar um estranho gigante de quase 3 metros de altura e uma família onde seus componentes do sexo masculino não podem sair a noite, muitas outras surpresas ainda aguardam os turistas.

Emily é uma garota nos seus 16 anos de idade (aquela fase onde tudo ainda é meio complicado) e acaba de perder a mãe em um acidente tendo então de se mudar para a casa de um avô do qual ela não tinha sequer lembranças. 

A princípio é difícil pra ela se enturmar, pois todos veem nela, sua mãe Dulcie, que anos atrás foi a responsável por uma grande tragédia na cidade. Após o acontecido Dulcie foi embora e teve Emily, criou-a sem nunca citar nada de sua vida em Mullaby e por isso Emily não consegue entender o motivo de ser tão desprezada por todos.

Porém isso muda quando Win Coffey se aproxima dela e uma amizade começa a surgir. Mas Win esconde um segredo , um segredo que pode mudar tudo . O segredo que matou seu tio anos atrás...


Bem , a primeira coisa que eu quero ressaltar aqui é a escrita da autora. É bem leve e por muitas vezes divertida. Os diálogos são bem estruturados e fáceis de compreender. Se tem uma coisa que me irrita ao ler um livro, é me perder em meio a um longo diálogo e não saber quem está falando o quê. O bom é que isso não aconteceu em A Garota que perseguiu a Lua ...

Eu confesso que gostei mais do início do que do fim. No começo tem bastante mistério e as descobertas de Emily fazem a gente querer mais. Porém no meio do livro eu senti que a autora perdeu um pouco o fio da meada e prolongou um certo segredo que poderia ter sido mais explorado caso fosse revelado antes , e cá pra nós não era aqueeeela coisa sabe. Não foi o suficiente depois de prender a trama por tanto tempo... Eu sinceramente esperava mais.

No quesito personagens foi diferente. Eles são cativantes e agradam o leitor. Mesmo aqueles mais chatinhos como a Beverly por exemplo , ganham a gente pelas burradas que fazem. Eu só acho que o romance entre Win e Emily poderia ser mais explorado, como o de Julia e Sawyer foi .

Um livro simples e gostoso de ler . Com um romance leve. E muito aprendizado no quesito aceitar as outras pessoas como elas são...

10 julho 2015

O Eterno Menino - Leonardo Otaciano

Título : O Eterno Menino  
Autor : Leonardo Otaciano
Editora : Clube de Autores
Ano: 2014 - 2ª Edição 
Gênero : Literatura Infanto-Juvenil 
Formato : Físico
Páginas: 188

''O Eterno Menino'' é uma obra da nossa bela literatura infanto-juvenil baseada em fatos reais. O personagem principal conta as suas aventuras da vida recordando os seus melhores e piores momentos. O autor, protagonista da história, decide reviver as memórias pois sempre guardou o espírito infantil dentro de si e dessa maneira encontrou um modo de ser criança novamente. Ainda na infância, sente a dor de uma grande perda e com o passar dos anos descobre o significado do amor. O menino expõe as suas memórias do tempo de escola, a sua fase de rebeldia e as suas experiências e frustrações da juventude. Um misto de ficção, aventura e drama lhe espera nessa primeira obra do autor."

O Eterno Menino é praticamente uma auto-biografia em forma de ficção. De uma maneira leve e descontraída o autor nos conta diversos ocorridos em sua vida, que em muito se parecem com o nosso próprio cotidiano, gerando uma certa identificação no leitor. Eu mesma me peguei rindo em diversas partes da história, recordando-me dos velhos tempos. 

Em um contexto geral, eu posso dizer que a leitura foi extremamente agradável. Eu gostei muito da maneira como o autor conseguiu transmitir os seus sentimentos. E o fato de as situações vividas por ele serem tão simples, nos fazem repensar o nosso passado e enxergar a beleza de cada momento que na época não teve seu devido valor.

O tempo de escola, os namoricos, as amizades, e todo o aprendizado do início das nossas vidas 
acabam por ficar guardadinhos no baú das nossas memórias, e eu gostei muito de tê-las de volta enquanto lia esse livro. E por causa desse fato, com certeza será inesquecível pra mim.

Confesso que não consegui guardar todos os nomes, afinal seria impossível! Mas acredito que cada um dos personagens teve um papel importantíssimo na vida do autor e a forma como eles foram descritos denota o quanto foram especiais, mesmo em um curto período de tempo. 


As dedicatórias e os poemas/versos que ocorrem durante a trama carregam o mesmo grau de profissionalismo que a obra em um todo. São muito bem escritos e criativos.
A fotografia de capa e as ilustrações do corpo do livro são um charme. A fonte do texto contribui para que as folhas brancas não atrapalhem a leitura. Também não encontrei nenhum erro de diagramação o que é bem comum em publicações independentes. 

Bem pessoal é isso. Essa foi uma leitura muito gostosa ao qual eu recomendo a todos vocês!

08 julho 2015

Drácula Apaixonado - Karen Essex

Título : Drácula Apaixonado  
Autora : Karen Essex
Editora : Record
Ano: 2013 
Gênero : Romance Sobrenatural
Formato : E-book
Páginas: 392
Sinopse: O ano é 1890, e a jovem professora Mina Murray está comprometida com o homem dos seus sonhos. Mas seus frequentes pesadelos estão prestes a revelar algo que há séculos atormenta sua alma: ela é objeto de desejo do intrigante conde Drácula. Quando o noivo parte em uma viagem a trabalho, ela decide passar um tempo em Witby com sua querida amiga Lucy e a mãe dela. Mas então coisas terríveis acontecem, e Mina é levada em uma viagem mítica muito além da compreensão humana, na qual se vê obrigada a tomar uma decisão adiada por quase um milênio.

Esse é um livro para aqueles que julgam o tema vampirismo com base na saga Crepúsculo... eu recomendo que revejam seus conceitos. Pois apesar de ser uma grande fã da saga, admito que é a forma mais surrealista de se tratar do assunto. Esse livro é completamente diferente.

A minha curiosidade quanto a ele foi incitada pela semelhança com uma série de TV americana intitulada "Penny Dreadfull", ao qual eu comecei a assistir tempos atrás, e confesso que em nada deixou a desejar.

O ano é 1890 e Mina é uma mulher de 22 anos que passou a vida em uma escola para garotas. Agora ela é tutora de pupilas que em muito se parecem com a garotinha que ela foi um dia. Tudo que ela quer é uma vida pacata com o homem que ama, Jonathan Harker. Mas como alguém que não é normal poderia ter uma vida normal?

Desde pequena Mina foi diagnosticada com sonambulismo. Durante o sono ela ouve a voz doce e encantadora de um homem. Uma noite enquanto vagava pela floresta ela é atacada por um bêbado e salva pelo homem misterioso de seus sonhos. Intrigada com tudo que aconteceu ela procura esconder dos outros o ocorrido mas o destino não está muito a seu favor e irá leva-la por caminhos que jamais imaginou...

O livro é cheio mistérios e muito suspense. Os personagens são incrivelmente cativantes, mas o que chama mesmo a atenção é a forma sensual e instigante que a autora narra em primeira pessoa a história toda. As cenas mais íntimas são descritas impecavelmente e sem ser aquela coisa forçada.
Os rumos que a vida de Mina vai tomando são imprevisíveis e você sempre fica naquela expectativa quanto ao próximo capítulo.

Em um certo ponto parece que a autora meio que perde o fio da meada, e mistura coisas um pouco inusitadas na trama. Mas ao longo da leitura a gente vai percebendo a importância desses acontecimentos e o peso que isso terá na vida dos personagens.

Confesso que em alguns momentos eu me senti enojada com as atitudes de alguns personagens. O Dr. Von Helsinger e John Seward são inescrupulosos e tentam justificar seus atos em nome da ciência e da medicina. A maneira como o machismo imperava naquela época me deixou até mesmo com raiva. O fato de acharem que o sangue feminino era fraco e que poderiam criar uma raça mais forte com transfusões, sem se importar com a vida humana, porque afinal eles ainda não conheciam o fato de sangues incompatíveis levarem à óbito o paciente, me deixou frustrada e raivosa.

Mas as cenas perturbadoras não são muitas, e são rapidamente encobridas com a trama principal que se trata de Mina e o Conde . É uma leitura muito gostosa que te prende desde a primeira até a última página, só tenho elogios quanto a escrita da autora. Mas e vocês, já leram? O que acharam?

05 julho 2015

O Teorema Katherine - John Green

O Teorema Katherine é um livro leve, divertido e extremamente incentivador ! Calma aí que eu já explico o por quê ...

Titulo: O Teorema Katherine
Autora: John Green
EditoraIntrínseca
Gênero: Ficção/Aventura 
Ano2013
Páginas: 304
Formato: Físico 



Colin é um garoto prodígio. Desde que nasceu ele vem sendo acompanhado por especialistas e sua genialidade é incentivada pelo pai como uma profissão. Ele tem o sonho de realizar algo grande o bastante para colocar seu nome nos anais da história e ser pra sempre lembrado, não apenas como o garoto prodígio, mas como um gênio! Seu amigo Hassan também é um garoto inteligente, porém não tanto quanto Colin, e mesmo assim apoia o amigo em toda e qualquer circunstância. E é em um momento como esse após o décimo nono pé na bunda de uma Katherine que Colin leva , que ele decide que precisam fazer uma viagem juntos para esfriar a cabeça e decidir o que farão com suas vidas após esse verão... (sinopse de minha autoria)
E é assim que começa nossa história... Os dois partem sem rumo e acabam chegando em Gutshot, uma cidadezinha do Tenesse. Em uma visita ao túmulo de um arquiduque eles conhecem Lindsay, uma garota interiorana que não tem a mínima pretensão de sair de Gutshot. Eles logo se tornam amigos e é na casa dela e de sua mãe Hollis que eles passarão os próximos dias e viverão grandes aventuras.

Uma das coisas que eu mais gostei nesse livro foi justamente essa amizade, esse elo que eles criam ao decorrer da trama. Colin é um garoto inteligente, mas não esnobe, um pouco egocêntrico talvez como ele mesmo admite, mas muito legal também. Hassan é a parte divertida da dupla, aquele que faz piada de tudo, até mesmo do fato de ser muçulmano e sempre cometer algum tipo de harã (pecado). Lindsay chega, pra com sua caipirice (com direito a cês e tudo) encantar o leitor e conquistar o coração de Colin.
O narrador da história (que é em terceira pessoa) é um Colin um tanto sarcástico e dramaticista, o que faz com que você ria o tempo todo da maneira que ele conta os fatos. A matemática incluída na história é o grande incentivo que eu citei no início. É uma coisa um tanto complexa eu devo admitir mas que aguça a curiosidade de uns sem atrapalhar aqueles que não gostam dela de fato e prefiram ignorar essas partes. A amizade é o ponto alto, mas uma pitadinha leve de romance também surge às vezes, tanto no presente quanto no passado, quando Colin está narrando suas histórias com as Katherines.

Os personagens como sempre são encantadores, John Green tem esse dom. Cada um tem uma personalidade única e muito pra mostrar e acrescentar na vida dos que estão a sua volta.
Confesso que a princípio estava com um pouquinho de preguiça de iniciar a leitura, porque estava com vários outros livros à mão, dos quais eu estava realmente ansiosa pra ler. Mas quando peguei esse devorei mais de 100 páginas em um único dia e não consegui largar (o quanto pude) até ter terminado. É uma leitura gostosa e fluída. A diagramação é perfeita e as folhas amareladas ajudam muito. A capa é bem simplista e por isso uma das minhas favoritas. Uma leitura que eu certamente recomendo !!!

20 junho 2015

Ilustração de capa do livro “Cidade do Rock – 30 Anos de Rock em Carazinho/RS”!


O livro Cidade do Rock – 30 Anos de Rock em Carazinho/RS, de autoria da escritora Jana Lauxen, já tem uma ilustração de capa para chamar de sua! A arte, de autoria do premiado ilustrador paulista Laudo Ferreira Jr., buscou representar os fortes laços de amizade, iniciados e consolidados através do rock: – Em minha opinião, o rock é muito mais do que um mero estilo musical; é uma forma de encarar a vida, de se relacionar com a política e com a sociedade, e também de estabelecer e fortalecer amizades que, de outra forma, sequer existiriam – afirma a autora da obra, Jana Lauxen.

Seis bandas já foram entrevistadas – Bola 8, Seven Deck, Skize, Os Implikantes, Classic Rock Tribute e Audiometria – e os quatro primeiros capítulos da obra já estão em processo de finalização.

O livro deverá ser lançado no segundo semestre de 2016. Para acompanhar todas as novidades sobre a produção e lançamento desta obra, acompanhe o Blog da Editora Os Dez Melhores  e também sua página no Facebook .

10 junho 2015

Cair Para Voar - Flávio Galindo

Cair para VoarTítulo : Cair para voar  
Autor : Flávio Galindo
Editora : Sollo Editorial
Ano2014 
Gênero : Romance Nacional / Ficção 
FormatoFísico
Páginas: 90                                                            
                                                                                                            Sinopse: O tempo sempre foi um paradigma. Ele passa e pronto. Tomamos nossas decisões. Mas e se por um segundo sequer, ele pudesse voltar? Foi com essa questão que Rodrigo se viu parado de frente ao abismo. A vida lhe proporcionara riquezas, mas sua maior ele perdera. Então o tempo lhe deu uma escolha. A escolha de fazer diferente. O que você faria se pudesse reviver sua maior história de amor? O que você faria para mudar? Largaria todas as suas decisões passadas? 
Conheça a estória de Rodrigo e Jéssica. Um amor que nem mesmo o tempo pode contra.

Uma história simples, porém de uma magnitude que não se pode medir. Uma história cativante que conseguiu em poucas páginas me levar as lágrimas por tamanha intensidade.


Cair para Voar conta a breve história de Rodrigo e Jéssica. Eles estão juntos já a algum tempo e como todo relacionamento , também tem seus desgastes. Rodrigo que um dia foi um jovem aventureiro e amoroso se tornou um homem de negócios ambicioso e frio. Deixando de lado sua família, amigos e até mesmo o grande amor de sua vida.

Após uma tragédia que abalou suas estruturas ele ganha um presente: A chance de voltar no tempo e mudar o rumo da vida daqueles a quem ama, mas há um preço a ser pago e ele terá de se esforçar para cumprir sua missão.

Um romance leve e muito especial, que nos mostra pessoas normais, com dramas normais. Nos ensinando que de nada adianta ganhar o mundo inteiro se o preço a ser pago é a infelicidade e a solidão. Mostrando que a ganância desenfreada não leva a lugar algum e que o amor é o maior bem que o ser humano pode conquistar na vida.

Confesso que a princípio não dava muito pelo livro, pelo fato de não conseguir imaginar uma história cativante escrita em tão poucas palavras. Mas o autor me surpreendeu. Os diálogos são bem escritos e a diagramação do livro bem agradável. As folhas amareladas e a fonte do miolo ajudaram a leitura a fluir e eu acabei por devorar o livro todo em menos de uma hora. 

As fotografias que dão inicio aos capítulos são muito bonitas e dão um toque todo especial a obra. Devo é claro parabenizar a editora Sollo por tão belo trabalho, assim como o autor, por essa história linda que ele nos proporcionou vivenciar.

08 junho 2015

Extraordinário - R. J. Palacio

ExtraordinárioTitulo: Extraordinário
Autora: R. J. Palacio
Editora: Intrínseca
Gênero: Ficção Americana 
Ano: 2013
Páginas: 320
Formato: Físico                                                                      

Sinopse: Extraordinário nos conta a história de August, um garoto de 10 anos aprendendo a lidar com seu primeiro ano escolar. Mas ele não é qualquer garoto e por isso sua vida é um tanto mais complicada que a de outros meninos de sua idade. August nasceu com uma rara anomalia que deformou completamente seu rosto o tornando uma aberração ambulante para todos de fora, mas não para sua família, que o ama e protege em tudo que pode. (sinopse elaborada por mim)

Confesso a vocês que apesar de o livro ter sido tão bem falado e a minha curiosidade estar enormemente aguçada antes da compra, eu demorei muito pra concluir a leitura. Talvez porque não seja meu gênero favorito, talvez porque a história não tenha me prendido da maneira como eu esperava... Não sei dizer bem. Mas apesar da demora, devo dizer que esse livro me encantou de maneiras que eu não esperava.


Mas enfim... a autora soube explorar bem o tema "bullyng". Em alguns momentos, através da narrativa em primeira pessoa, a gente consegue sentir o drama que August vive. Como ele se sente quando alguém repara demais nele, ou apenas o ignora, seja por medo ou por repulsa. Nesses momentos da trama eu até me emocionei com a dor e a grandeza de August.

O livro é dividido em partes e em cada uma delas há um narrador diferente, ou seja, o ponto de vista daqueles que rodeiam August. Eu senti falta da perspectiva dos pais dele, mais gostei muito da narrativa de Via, sua irmã mais velha. Essa parte mostra ao mesmo tempo o quanto ela ama o irmão mas também o quanto ele a prejudica de diversas formas.
" Quando o papai e a mamãe perguntavam como tudo estava indo, eu sempre dizia 'bem'- mesmo quando não estava tão bem assim. Meu pior dia, o pior tombo, a pior dor de cabeça, o pior machucado, a pior câimbra, o pior xingamento não são nada comparados ao que August já passou. A propósito, não estou tentando ser nobre: simplesmente sei que é assim."  - Via , página 90. 

É um livro de escrita clara e objetiva. Um livro que você consegue apreciar em uma tarde de domingo e que ao mesmo tempo te ajuda a compreender melhor as pessoas ao seu redor. É cheio de lindos ensinamentos que a gente deveria levar pra vida toda. Os diálogos da trama são muito bem construídos e os personagens cativantes. A diagramação do livro é muito bonita e os detalhes das mudanças de parte são um charme a mais! Recomendo demais essa leitura !!
"Faça todo o bem que puder... De todas as maneiras que puder... De todas as formas que puder... Em todos os lugares que puder... Em todos os momentos que puder... A todas as pessoas que puder... Sempre que puder."    - Regra de John Wesley

E vocês que já leram, o que acharam? 

05 junho 2015

A Mansão Hollow - Agatha Christie

Titulo: A Mansão Hollow
Autora: Agatha Christie
Editora: Nova Fronteira
Gênero: Ficção Policial 
Ano: 2009
Páginas: 258
Formato: Físico 



Um suspense policial extremamente carregado de sentimentos, e emoções perturbadoras. Essa seria minha definição para A mansão Hollow da consagrada autora de ficções policiais Agatha Chritie.

Um fim de semana que apesar de conturbado, tinha tudo para dar certo! Ou pelo menos foi o que Lucy previu. A ideia era reunir novamente os primos (e também amigos de infância) , para um fim de semana na mansão Hollow, porém o que ela não esperava era encontrar John Christow morto à beira de sua piscina, e a esposa Gerda ao lado de seu corpo com a arma do crime na mão.

Quando Hercule Poirot chegou a mansão a primeira coisa que passou por sua cabeça foi: Encenação. A sua frente estava a pintura perfeita de uma peça teatral. Enquanto que o morto e sua esposa se encontravam á beira d'água, cada um dos outros convidados chegavam de lados opostos para o espetáculo. E a pergunta é: Quem matou John Christow?

A pessoa mais óbvia seria é claro a esposa. Porém esse é um caso um pouco mais complexo do que aparenta ser... Cada um dos convidados de Lucy teriam seus motivos. Henrietta: amante e confidente de John. Edward: um homem ofuscado pela beleza e desenvoltura de seu maior concorrente na corrida pelo coração de Henrietta. Lucy: a anfitriã perfeita, inteligente e persuasiva demais, que tem motivações pessoais concernentes a continuação do nome da família. Midge: a deslocada que se sente uma intrusa, ofuscada pelo brilho de Henrietta e que poderia querer se vingar tirando o que Henrietta mais ama dela. Verônica Cray: ex-noiva de John, amargurada por um rompimento. Henry: a pedido da esposa Lucy.... Qualquer um deles pode ser o assassino.

****

Confesso que nunca antes tinha lido algo tão denso e complexo. Acho até que é por isso que quando terminei a leitura fiquei meio pasma, olhando pra parede. Eu passei a leitura toda imaginando quem poderia ser o assassino e em momento algum eu cheguei sequer perto do culpado! Eu procurei em cada frase um duplo sentido, uma simples brecha que poderia confirmar minhas suspeitas e nada. A autora realmente, conseguiu me enganar direitinho!

Os personagens são cativantes e bem peculiares. Cada um marca presença de uma maneira diferente, alguns de maneira positiva, outros nem tanto... Os diálogos são bem construídos e a cada página o desejo de saber a verdade só vai crescendo...

O desfecho foi bem inusitado e por isso me agradou. Consegui acertar apenas uma questão desse caso maluco e me senti muito satisfeita por isso, afinal, não é sempre que eu consigo me sair tão bem assim kk
Quanto a diagramação eu só tenho elogios! A minha é uma edição capa dura e as folhas são amareladas. A fonte do miolo é extremamente agradável e não cansa os olhos. É com certeza uma das capas mais bonitas da minha estante!

Enfim, foi uma leitura gostosa e apesar de densa muito estimulante. A autora conseguiu me instigar do início ao fim. E pra você que pretende ler mas que assim como eu, não está muito acostumado com esse tipo de história, eu recomendo paciência! Porque no início é mesmo meio difícil de engatar a marcha, mas depois que se envolver você não vai mais conseguir largar !

03 junho 2015

Amigo Secreto - Sylvia Day

Oi pessoal, cá estou eu com mais uma resenha fresquinha pra vocês :)
Dessa vez o livro em questão é Amigo Secreto da autora número 1 nas listas internacionais de mais vendidos. Estou falando de ninguém menos que Sylvia Day !

Amigo SecretoTitulo: Amigo Secreto
Autora: Sylvia Day
Editora: Paralela
Gênero: Erotismo +18 
Ano: 2013
Páginas: 120
Formato: 
Capa Dura                                                          

Esse livro é composto por dois contos. Duas histórias que se passam a quilômetros de distância e que não tem ligação nenhuma entre um e outro. 

No primeiro nós somos apresentados à Stephanie e Nicholas, dois amigos em uma festa de final de ano da empresa em que trabalham. É nessa festa que ocorre o amigo secreto e Nicholas decide dar a Stephanie um dos presentes da lista de "coisas safadinhas com o Nick" que ela escreveu (e diga-se de passagem deveria estar em uma lata lixo e não nas mãos dele). Mas é claro que ele não se contenta em realizar apenas um desejo dela, na verdade ele quer realizar TODOS...

O que eu tenho a dizer sobre esse primeiro conto ? (momento reflexivo)...
Bem, que a autora Sylvia Day é uma especialista em romances pra lá de quentes todo mundo já sabe. Mas uma das coisas que mais me chamaram a atenção durante essa leitura foram os diálogos. Todo leitor de eróticos sabe que se não houverem bons diálogos as cenas se tornam um tanto artificiais e sem graça. E a autora conseguiu construir uma trama muito interessante e envolvente. Só teve um ponto negativo, que foi quando a autora decidiu que teria que pôr um obstáculo entre os dois. Eu achei que isso foi completamente desnecessário e a maneira como ela o fez me irritou um pouco, mas nada que tire o brilho da obra no geral...



No segundo conto nós conhecemos Ana e Jake. Ela uma especialista em roubos que trabalha para uma seguradora de jóias e ele um oficial da lei. Há dez anos Ana rompeu o relacionamento entre eles com a intenção de não corromper seus princípios, envolvendo-o nos esquemas de sua família, mas ele não sabe disso e sempre se ressentiu por ela tê-lo deixado. Mas quando Ana retorna para sua cidade natal encontra em Jake o mesmo homem de sua adolescência, e em seus olhos o mesmo amor ardente de anos atrás. 

Bem diferente do primeiro conto, em "Sangue e Rosas" o erotismo é deixado um tanto de lado para abrir espaço a uma história mais corrida e cheia de ação, mas é claro, sem deixar de ser sensual.  Assim como no primeiro conto os personagens são cativantes e conquistam desde as primeiras páginas. Ana é uma mulher inteligente e muito perspicaz, Jake é do tipo que faria tudo por amor mas que gosta de estar sempre no controle. A relação entre os dois é cheia de tensão, e o fato de eles se conhecerem a tanto tempo e tão profundamente torna tudo mais interessante. Não vou contar mais a fundo o que acontece na trama em termos gerais para não tirar o gostinho daqueles que ainda não leram de conhecer a história por si. Mas posso afirmar que é uma leitura muito excitante!



Acho que nem preciso dizer que esse livro é um amorzinho em termos de diagramação né! As páginas são amareladas e a fonte é super agradável na hora de ler. Os detalhes nas mudanças de capítulo dão um charme a mais. E o que dizer dessa capa? Nas imagens não dá pra ver bem, mas o desenho de uma renda vermelha cobre toda a capa do livro, e o corpete dourado, assim como no título, finaliza essa obra prima.